RicardoSchwenck.com

 

Sobre Ricardo    |    Fale Comigo    |   Home

 

  

COMPRIMIDO, CÁPSULA E DRÁGEA

        

A escolha da forma farmacêutica depende principalmente:
da natureza físico-química do fármaco;
do mecanismo de ação;
do local de ação do medicamento;
da dosagem - quantidade de fármaco na forma farmacêutica.

. Formas sólidas:
Comprimidos são formas sólidas de um pó medicamentoso, preparado por compressão, adicionado ou não de substâncias aglutinantes. Podem ter ranhura para permitirem uma divisão equilibrada da dose.
Comprimidos de acção prolongada (retard) ou de libertação controlada são preparados para serem absorvidos de forma gradual.
Comprimidos com revestimento entérico resistem à dissolução no pH ácido do estômago, mas dissolve-se no pH alcalino do intestino. Utilizados para fármacos que são destruídos ou inactivados pelo pH ácido. Não devem ser mastigados ou triturados.

. Drágeas são comprimidos revestidos com sacarose. Seu processo é feito conforme um comprimido simples, porém após sua fabricação ele passa por um processo na Drageadeira onde é feita a aplicação de dois tipos de xarope, o xarope fino e o xarope grosso, além da solução de brilho (que confere um melhor visual ao comprimido). Geralmente drágeas são utilizadas para mascarar sabores desagradáveis dos princípios ativos.

. Pastilhas são pequenos discos que contém um fármaco numa base aromatizada. Devem ser completamente dissolvidos na boca, para que assim se liberte o fármaco. Normalmente exercem o seu efeito terapêutico na mucosa oral.

. Cápsulas são preparados nos quais uma ou mais substâncias (líquido ou pó) são colocadas dentro de um invólucro gelatinoso, que se dissolve no tubo gastrointestinal e liberta o medicamento para ser absorvido. Forma adequada para administração de fármacos com sabor desagradável. Devem ser deglutidas inteiras. As cápsulas de acção prolongada, retardada ou contínua (retard) são preparadas para serem absorvidos de forma gradual. Possibilitam a libertação contínua e gradual do fármaco devido aos diferentes níveis de dissolução dos grânulos contidos na cápsula. Reduz o número de doses a administrar por dia e não devem ser trituradas, nem mastigadas, nem o seu conteúdo esvaziado para misturar com alimentos ou líquidos, pois pode alterar a absorção.
Cápsulas também podem ser utilizadas para a administração de produtos que devem ser inalados, como é o caso do Formoterol, onde a cápsula é perfurada em um "Inhaller" e depois o princípio ativo contido dentro da cápsula é aspirado pelo paciente.

Fonte: FAF- Faculdade do Futuro.

   ADVERTÊNCIA - O acesso a informações aos produtos sujeitos a prescrição médica é exclusivo aos profissionais da área de saúde, conforme determina a RDC número 102 da ANVISA - MINISTÉRIO DA SAÚDE.

 

   
   
Home    |    Products    |    Services    |    Sobre Ricardo    |    Fale Comigo
.